sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Resoluções de ano novo

Dizem as más-línguas que 2012 não será um ano bom, que será um ano difícil.
Pois aproveitemos estes últimos dias para as nossas resoluções para o novo ano. Planeamento, orçamento, poupança, são as palavras de ordem e há que acreditar que se consegue tudo!
Alguns temas para pensar:
O Ficheiro: Volto a dizer, não importa o vosso método porque cada família, cada pessoa consegue encontrar a melhor estratégia e, se estiver disponível, consegue adaptar-se aos entraves e sucessos com que se depara. Relembro apenas o quanto é importante controlar e prever as despesas do dia-a-dia e os extras que acontecem sempre. Volto a dizer o quanto é importante ter um fundo maneio para eventualidades, porque ninguém está livre de imprevistos.
Mas também importante é saber saborear os sucessos. Eu gosto, preciso até, de me vangloriar pelos sucessos, porque a natureza humana é assim mesmo. É preciso premiarmo-nos e mimarmo-nos a nós próprios porque se não for para o aproveitarmos, de que serve o dinheiro para o qual trabalhamos tanto.
Por isso sentem-se, sentem-se e percam ou ganhem algum tempo organizando o vosso ano mensalmente para que o dinheiro ou a falta dele não seja uma razão para um ano mau.

Os saldos e promoções: Pare e pense! Preciso disto? Vou usar? Vou ter retorno no meu investimento? Quer falemos na roupa, quer em comida, não nos devemos levar pelas promoções. Comprar em saldo só se traduz numa poupança se a necessidade nos obrigasse a comprar, de qualquer maneira, mesmo que não fosse com desconto. Ou seja: Se não estivesse em saldo, comprava? Não?! Então não compro. Não é uma poupança. É um gasto.

E não se esqueça que este ano não há subsídios na mesma e que o retorno do IRS será muito menor. É o primeiro erro contar com este dinheiro para despesas fixas (fixas, não extras, estes são diferentes). Não pensem neste dinheiro como parte do vosso rendimento/orçamento, pensem à partida nele como uma poupança.

Poupança: Não importa se retiram no início do mês uma parte, se põem de parte o que sobra ou se poupam apenas os rendimentos extra como os subsídios ou prémios. Poupança é poupança e é uma aprendizagem saber que a poupança merece tanto respeito e consciência de obrigatoriedade quanto a conta da luz. Poupem ou vão poupando, simplesmente porque vale a pena! Cada cêntimo que pouparem é para se sentirem realizados e se darem os parabéns, porque não é fácil. Depois, depois significa que a conta do mecânico não nos vai deixar em stress ou que as férias podem ser num sítio melhor. Vale a pena! Acreditem.

Leitores e amigos, agora que chegamos às 10mil pessoas a poupar (ou pelo menos que nos vêm ler), agradeço do fundo do coração estarem desse lado. 2012 vai ser um bom ano. Porque vamos aprender e vamos “arrumar o armário” das coisas que não interessam na nossa vida.
BOM ANO 2012!

E Boas Poupanças!

1 comentário:

Crafty disse...

Apesar de no meu blogue (toda a gente tem um, certo?) não escrever sobre este assunto, é um tema que me interessa muito e me ocupa algum tempo de leitura. Descobri hoje o seu blogue e li até ao fim. Gostei, identifiquei-me. Vou acompanhar. Bom Ano.

Ocorreu um erro neste dispositivo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...